A importância do Organograma nas Prefeituras

Como uma correta organização dos setores pode trazer benefícios à prefeituras brasileiras.





Ter clareza quanto aos papéis desempenhados por todos os funcionários de uma prefeitura é essencial para que todo o fluxo de trabalho seja executado com eficiência. Seja para os próprios servidores quanto para toda população que demanda os serviços que são prestados pela gestão pública municipal.

Adotar um organograma é necessário para que todos os stakeholders entendam como é a estrutura dentro do órgão e visualizam qual a função de todos que nele atuam. 

Entenda neste post porque é tão importante representar graficamente os níveis hierárquicos dentro de uma prefeitura. Boa leitura!

 

O que é um organograma?

O organograma é como sua instituição está hierarquicamente organizada, cria-lo de forma correta é vital para facilitar a distribuição de tarefas para a busca de soluções.

Através do organograma, uma organização pode representar, de forma gráfica, toda sua estrutura, apresentando de forma acessível todos os seus setores, cargos e a relação hierárquica entre eles. 

O objetivo de um organograma é facilitar a compreensão de todas as relações hierárquicas e a integração entre todas as áreas e para as prefeituras, principalmente facilitar a relação com o público externo.

 

Qual a importância de um organograma?

O organograma é um facilitador, principalmente pelo aspecto visual, que deixa bem claro as responsabilidades e a hierarquia, ter ele fiel a realidade de sua instituição é um grande diferencial e garante aumento em produtividade.

Por exemplo, não é produtivo o pessoal do RH receber um memorando solicitando a compra de medicamentos. A informação deve circular para que a busca de soluções seja facilitada, mas a informação não relevante, apenas atrapalha.

 

Como criar um organograma?

Você deve se ater principalmente aos setores que existam de fato, e não criar subdivisões apenas para isolar colegas de trabalho. O inverso também deve ser observado, ou seja, não adianta colocar toda uma Diretoria, por exemplo, sem nenhuma divisão, sendo que ela tem diversas responsabilidades.

Ao criar um setor ou divisão você sempre deve observar a nomenclatura e escrever da forma mais clara possível. O setor responsável pelas Licenças Ambientais, deve ser identificado de forma clara, e não apenas como Ambiental por exemplo. Criar setores genéricos não ajuda, nem para quem está dentro dele, pois ficam com uma função secundária, sempre que for consultado o organograma. Crie apenas setores que tenham responsabilidades definidas e que terão fluxo de trabalho, de nada vale criar um setor que não receberá demandas.

O organograma é uma funcionalidade essencial da Plataforma 1Doc, se você quer tornar os processos da sua prefeitura 100% digitais, clique aqui


« Ver todas as postagens


Os comentários estão desativados.





Materiais ricos
Baixe gratuitamente





VER TODOS OS MATERIAIS »