Como estruturar o relacionamento com o cidadão nos primeiros anos da gestão de um município (com LAI ou ouvidoria pública)

Os desafios da administração pública nos primeiros anos do mandato: como aproximar a população dos servidores públicos para resolução das demandas?




Publicado em em Cidades Inteligentes, Soluções para Cidades

 

A opinião pública pode impactar positivamente ou negativamente. A cada ano é reforçada a conexão que existe entre o sentimento da população, o julgamento de uma gestão eficiente e a continuidade do governo, chegado o momento de uma eleição. E não é fácil agradar a todos! Ter unanimidade. Mas existe um ponto que pode ser decisivo no momento de unir gestão pública e um bom relacionamento com o cidadão: transparência e bom relacionamento.

A transparência, ou seja, disponibilizar as informações para acesso livre do público, salvo exceções de confidencialidade, é não apenas uma preocupação de boas gestões, mas também uma obrigação garantida pela Lei de Acesso à Informação. Graças a ela, o cidadão pode não apenas ver como estão sendo gastos os recursos públicos, mas também entender como tramitam as informações e quais são as prioridades em investimentos naquela administração. Resumindo: a legislação mudou a forma de relacionamento e prestação de conta com o cidadão pois tornou a administração pública muito mais exposta e aberta.

O grande desafio de ter voz para com a população nos primeiros anos de mandato

 Ter um bom relacionamento com o cidadão

Abaixo, trouxemos duas das principais regulamentações federais que influenciam no relacionamento com o cidadão, a Lei de Acesso à Informação e a Lei da Ouvidoria, e mostramos como elas podem ser essenciais para a construção de uma imagem positiva da administração pública de um município:

  • Protocolo de atendimento online: é muito importante o Órgão ter uma ferramenta online para recebimento de demandas administrativas e consulta de andamento de processos sem a necessidade de fazer com que o cidadão se desloque fisicamente para solicitar serviços como: pedidos de alvará, abertura de processos de viabilidade de construção, entre outros. Isso mostra uma preocupação da administração pública em facilitar a vida das pessoas.
  • Ouvidoria Online: como mencionamos neste outro post sobre a Lei da Ouvidoria, ter uma plataforma de ouvidoria online aproxima o cidadão da administração pública ao facilitar a comunicação entre os dois.
  • Sistema de registro dos pedidos de LAI (Lei de acesso à Informação): todo órgão público brasileiro deve ter aberto, em seu site na internet, um formulário para coletar as demandas da LAI. Também é obrigatório a apresentação de dados quantitativos a respeito do recebimento e encaminhamento destas informações. É muito mais conveniente e prático que todas esses dados estejam unificados em uma única plataforma online.
  • Portal da Transparência: além do site oficial do município, que em muitos casos têm finalidades turísticas ou assistenciais para o cidadão, é preciso criar um repositório online que atenda às regras da Lei de Acesso à Informação. Lá ficarão abrigados todos os documentos, relatórios e planilhas de domínio público a LAI e poderão ser acessados a qualquer momento pela comunidade.

Como um Portal da Transparência afeta o relacionamento com o cidadão?

Fornecer informações sobre salários, custos, investimentos e prioridades na distribuição dos recursos públicos mostra ao cidadão que a administração é responsável e não tem nada a esconder. Estes documentos também podem ser usados em caso de auditorias ou investigações internas, já que ter uma administração regularizada diminui as chances de conflito e perda da aprovação do público. 

Como uma Ouvidoria e LAI Online afetam o relacionamento com o cidadão?

Através dela, é possível submeter sugestões e reclamações de forma mais simples, rastrear todo o processo e andamento da demanda e ainda agiliza o atendimento e resolução dos chamados.

A importância da rastreabilidade no setor público

Nos itens que trouxemos acima, mostramos a importância de acompanhar processos e rastrear informações de forma simplificada. Esta característica é essencial à uma administração moderna e que se preocupa com o relacionamento com o cidadão, já que diminui as chances de perda de informação, paralisação no andamento e resolução de demandas e falhas na comunicação. E o melhor, tudo isso pode ser feito automaticamente.

Em órgãos públicos que utilizam uma plataforma eficiente no atendimento,  todas as ações realizadas tanto pelos agentes públicos como por cidadãos são registradas de forma automática, controlando toda a tramitação para a resolução de uma demanda. Dessa forma, é possível obter indicadores  e isto não gera nenhum trabalho extra para o servidor público. A solução tecnológica fica responsável por enviar avisos por e-mail de forma automática para quem registrou o chamado, para ciência de cada passo daquele documento dentro do órgão público. Enquanto isso, os servidores dos setores responsáveis por aquele documento  podem saber com exatidão quando o cidadão abriu esse e-mail, ficando sempre um passo a frente para atender com eficiência.

Cada um destes pontos auxilia na rastreabilidade dentro do setor público, o que melhora os índices de eficiência dos Órgão e, consequentemente, cria uma impressão positiva no cidadão.

_

Converse com nossos especialistas para entender como o seu município pode se beneficiar e melhorar o relacionamento com o cidadão.


« Ver todas as postagens






Materiais ricos
Baixe gratuitamente





VER TODOS OS MATERIAIS »

Compartilhe com um amigo